Fisioterapia

BANNER3

 

A Fisioterapia pode ser definida como uma ciência aplicada ao estudo, diagnóstico, prevenção e tratamento de disfunções cinéticas funcionais de órgãos e sistemas. Sua gestão necessita do entendimento das estruturas e funções do corpo humano. Ela estuda, diagnostica, previne e trata os distúrbios, entre outros, cinético-funcionais (da biomecânica e funcionalidade humana) decorrentes de alterações de órgãos e sistemas humanos. Além disso, a Fisioterapia estuda os efeitos benéficos dos recursos físicos como o movimento corporal, as irradiações e correntes eletromagnéticas, o ultrassom, entre outros recursos, sobre o organismo humano. É a área de atuação do profissional formado em um curso superior de bacharelado em Fisioterapia. O fisioterapeuta é capacitado a diagnosticar disfunções, avaliar, reavaliar, prescrever (tratamento fisioterapêutico), emitir, prognóstico, elaborar projetos de intervençãoe decidir pela alta fisioterapêutica.

 

Ultrassom Fisioterapeutico

ultrassom-fisioterapia

O ultra-som é um dos recursos terapêuticos mais utilizados pelos fisioterapeutas para o tratamento das mais diversas disfunções. Originalmente, o ultra-som foi produzido através de um cristal de quartzo vibrante submetido a uma corrente de alta freqüência. Hoje, são utilizados cristais cerâmicos sintéticos. A vibração dos cristais aciona as partículas do meio, produzindo ondas por compressão e descompressão. As ondas ultra-sônicas ao penetrarem no tecido provocam uma vibração a nível celular (micromassagem), acelerando a velocidade de difusão de íons através da membrana celular. Com isto, tem-se um aumento da permeabilidade da membrana, e uma aceleração dos processos osmóticos. Promove aumento da extensibilidade de estruturas colágenas, aliviando a dor e diminuindo a rigidez articular. O ultra-som terapêutico caracteriza-se por apresentar uma freqüência de 1 ou 3 MHz. O controle da freqüência proporciona ao terapeuta o controle da profundidade a ser atingida pela energia. O ultra-som de 1 MHz tem sido utilizado para aquecer estruturas mais profundas enquanto o ultra-som de 3 MHz tem sido utilizado para aquecer estruturas superficiais.

EFEITOS

Regeneração tissular e reparação dos tecidos moles (efeito fibrinilítico);
Neovascularização com conseqüente aumento da circulação, rearranjo e aumento da extensibilidade das fibras colágenas;
Redução de espasmos musculares;
Aumento da circulação sanguínea;
Resolução de processos inflamatórios crônicos;
Fonoforese: habilidade do ultra-som em incrementar a penetração de fármacos específicos através da pele. Pode ser associado a substâncias lipolíticas como a cafeína, sendo valioso recurso terapêutico para o combate à gordura localizada.

 Voltar